/ by /   Premios / 0 comments

Exposição Porto Feliz

Haras Zel se destaca na Exposição de Porto Feliz.

O criatório Zel chamou atenção na I Exposição do Cavalo Mangalarga Marchador do Haras Raphaela, em Porto Feliz-SP.

A tropa do Haras Zel reúne muita beleza em sua morfologia e pelagem, além de excelente comodidade de sela que é a característica marcante do nosso Mangalarga Marchador, como afirma o próprio administrador e veterinário do haras, Pedro Costa.

“Podemos dizer que o haras evolui a cada dia, e que cobramos uma constante evolução. Na última exposição em que participamos no Haras Raphaela haviam 5 animais de sufixo Zel, dentre eles 4 filhos do Haity caxambuense, onde todos os animais foram premiados. Dentre esses animais apenas 2 foram expostos pelo José Lauro Afonso Megale, os outros 3 animais vendidos ainda potros, assim, foram apresentados por outros criadores, o que mostra que os indivíduos para qual estamos ofertando possuem qualidade comprovada em pistas”, afirma Costa.

História

O haras está localizado no Sul de Minas Gerais, no município de Ouro Fino, região rica em terras férteis, em nascentes, inclusive de água mineral, pastagens excelentes, enfim, local adequado para criação de equinos e bovinos, a Fazenda Talismã e Haras ZEL.

O criatório realiza um importante trabalho de seleção da raça PAMPA, capitaneado hoje pelo criador José Lauro Afonso Megale.

Segundo o administrador “a raça Mangalarga Marchador está no Haras Zel desde o início da formação do plantel, há mais de 15 anos com o Sr. José Lauro Megale (pai do comendador José Lauro Afonso Megale) e o garanhão Herdade Garimpo, mas foi com a chegada do pilar Haity Caxambuense que o Haras Zel começou a destacar-se no cenário nacional”.

Seleção e Reprodução

O garanhão Haity Caxambuense é um dos principais formadores de reprodutores e reprodutrizes de marcha picada. A seleção de éguas para padrear com o Haity envolve alguns requisitos: qualidade de marcha e sela, beleza e pelagem pampa.

Além de todos os pré-requisitos de um excelente exemplar marchador (marcha diagramada com muita energia de movimento, estabilidade corpórea, frente alta e leve), o haras ainda busca selecionar os indivíduos de pelagem pampa. A paixão é tanta que hoje utilizamos o garanhão Apache do Porto Palmeira (Extrato do Minato x Raquete do Porto Palmeira) pampa de preto Homozigoto, para cobrir as filhas do Haity Caxambuense.

Infraestrutura

O Haras Zel conta hoje com uma estrutura de aproximadamente 100 hectares, divididos em área de pastagens, currais, baias e piquetes, pista e redondel para treinamento além de um exercitador circular para condicionamento físico dos animais, tudo para abrigar adequadamente um plantel composto por aproximadamente 280 animais entre potros mamando e animais adultos. Deste total são 35 matrizes, 10 doadoras, 4 garanhões, o restante são potros e potras ao pé, potros e potras de ano e sobre ano e aproximadamente 50 receptoras.

Todo ano são produzidos no haras aproximadamente 80 produtos entre machos e fêmeas, onde uma pequena parte é reservada e outra disponibilizada para vendas.

Por fim, Pedro Costa ainda destaca os principais animais: Haity Caxambuense, Andarilho do Zel, Apache do Porto Palmeira, Piripak do Zel, Folia do zel, Antártica do Zel, Ariel do Zel, Baixela do Zel, Xuxa Luxor, Duna da Cachoeira. “Podemos destacar dentre estes animais a Folia do Zel Bi-Campeã Nacional de Marcha Picada que se sangrou também Grande campeã Nacional da Raça e Marchador Ideal de Marcha picada em 2015” finaliza o veterinário.

SHARE THIS


Leave a Reply